Jan 11 / Alef Dias e Pedro Schicchi

Relatório Mensal Pré-WASDE - 2024 01 11

🠔 Voltar para página principal do blog
"Perspectivas para o relatório do USDA de janeiro."

Soja: mercado espera menor produção no Brasil

Figura 1: Soja Brasil - Produção (M ton)

Fonte: USDA, Bloomberg, hEDGEpoint

O relatório de Janeiro terá provavelmente dois focos principais. Por um lado, temos os números da colheita final dos EUA e, por outro, uma safra em desenvolvimento na América do Sul.

Quanto ao primeiro, o mercado não espera muitas mudanças em relação aos números atuais. Uma pesquisa da Bloomberg mostra a média dos analistas em 4.123Me bu, apenas 6M bu abaixo dos números atuais de produção nos EUA.

É provável que o último forneça maior incerteza. As estimativas privadas de produção no Brasil têm diminuído e agora estão na casa dos 150-155. Assim, o mercado espera algum ajuste neste sentido, mesmo que não tão grande.

Ao mesmo tempo, a produção na Argentina, hoje prevista em 48M ton, provavelmente será maior, embora o mercado não espere mudanças já neste mês.

Milho: cortes também esperados no Brasil, mas menores que na soja

Figura 2: Milho Brasil - Produção (M ton)

Fonte: USDA, Bloomberg, hEDGEpoint

No milho, o cenário é semelhante – como sempre. Os analistas estimam os números finais da safra dos EUA nos mesmos níveis das estimativas atuais do USDA (-31M bu).

Espera-se que esse mesmo volume tenha impacto direto nos estoques finais, deixando-os um pouco mais apertados do que anteriormente – embora ainda em níveis historicamente confortáveis.

Quanto ao Brasil, a pesquisa também aponta para menor produção. Porém, dado que o ciclo principal (inverno) ainda está por ser plantado, o tamanho dos cortes deverá ser menor (~2.5M ton). Espera-se a produção argentina inalterada.

Trigo: mais um WASDE sem grandes mudanças

Figura 3: Trigo Mundo – Estoque Final (M ton)

Fonte: USDA, Bloomberg, hEDGEpoint

No trigo, outro WASDE calmo parece estar a caminho. Como a colheita está praticamente concluída no Hemisfério Sul, os números da Argentina e da Austrália não devem ser ajustados.

A principal mudança provavelmente ocorrerá no fluxo comercial global. As exportações da Rússia caíram consideravelmente em novembro e, embora tenham se recuperado um pouco em dezembro, ainda assim houve uma queda em relação ao ano anterior - portanto, pode-se esperar um corte aqui.

Embora o WASDE possa não trazer muita volatilidade, o USDA divulgará dois outros relatórios que serão relevantes para o trigo: o Relatório Trimestral de Estoques e o Winter Wheat Seedings.
Este último traz as primeiras estimativas para a área na safra 24/25. As expectativas apontam para estoques um pouco mais folgados em relação ao ano anterior e uma redução da área plantada em relação à safra anterior.
Legenda dos Gráficos

Report Semanal — Grãos

Escrito por Alef Dias

[email protected]

Escrito por 
Pedro Schicchi
[email protected]

Revisado por Thaís Italiani
[email protected]

www.hedgepointglobal.com

Aviso legal

Este documento foi preparado pela hEDGEpoint Global Markets LLC e suas afiliadas (‘HPGM”) de forma exclusiva para fins informativos e instrutivos, sem a finalidade de instituir obrigações ou compromisso com terceiros, bem como, não pretende promover oferta, ou solicitação de oferta, de venda ou compra relativos a quaisquer valores mobiliários ou produtos de investimento. A HPGM e seus associados se eximem expressamente de qualquer uso das informações aqui contidas, que derivem prejuízos ou danos de forma direta ou indireta de qualquer espécie. Em caso de dúvidas não resolvidas na primeira instância de contato com o cliente ([email protected]), entre em contato com nosso canal interno de ouvidoria ([email protected]) ou 0800-878-8408 (somente para clientes no Brasil).

Para acessar esse relatório, você precisa ser um assinante.