Nov 28 / Victor Arduin

Relatório Semanal Macroeconomia - 2023 11 24

🠔 Voltar para página principal do blog
"Como os dados econômicos mexicanos estão vindo acima das previsões do banco central mexicano, sinalizando um crescimento acima do potencial, a probabilidade de cortes nas taxas de juros este ano é reduzida."

Crescimento econômico segue forte no México

  • Na última semana, foram divulgados os dados finais para o PIB mexicano no terceiro trimestre. Em linha com o esperado, os dados confirmaram a continuidade de um cenário muito positivo para a economia mexicana.
  • A economia mexicana tem uma combinação praticamente única em um contexto de desaceleração econômica global que deve seguir fortalecendo sua moeda: o país tem apresentado um crescimento resiliente em meio às altas taxas de juros e desaceleração da inflação. Esse cenário leva a uma junção de fortalecimento da economia com um diferencial de juros extremamente positivo frente os EUA.
  • Contudo, a continuidade do fortalecimento do Peso Mexicano também depende do cenário externo – ou seja, se as principais economias evitarão algum tipo de recessão profunda e/ou se os rendimentos dos EUA continuarão caindo ou, pelo menos, se estabilizarão.

Introdução

Na última sexta-feira, a Agência Nacional de Estatísticas do México (INEGI) divulgou os dados finais para o PIB mexicano no terceiro trimestre. Em linha com o esperado, os dados confirmaram a continuidade de um cenário muito positivo em termos de crescimento econômico para a segunda maior economia da américa latina.

Quando analisamos o desempenho do Peso Mexicano ao longo do ano, podemos dizer que a moeda não tem retratado todo o desempenho econômico muito positivo de sua economia. Embora esteja se valorizando em 2023, a moeda teve alguns altos e baixos relacionados ao cenário externo e, mais recentemente, à menor intervenção do Banxico – banco central do México – no mercado de câmbio.

Dado esse contexto, este relatório aborda os recentes dados da economia mexicana e como eles devem impactar a trajetória do Peso Mexicano
Figura 1: MXN e Moedas Latam

Fonte: Refinitiv

Figura 2: PIB México (Var. Anual)

Fonte: Bloomberg

Um trimestre de forte crescimento

A economia mexicana cresceu 1,1% no terceiro trimestre de 2023, na comparação com o trimestre anterior, superando as expectativas preliminares do INEGI, divulgadas em outubro, de 0,9%. Na comparação anual, o PIB do México avançou 3,3%, em linha com as projeções de mercado.

Um detalhamento dos números do PIB mostrou que todos os setores cresceram em uma base trimestral em relação ao trimestre anterior. As atividades primárias, como agricultura, pesca e mineração, registraram o ganho mais expressivo, de 2,6%. O setor secundário, que abrange a manufatura, cresceu 1,3% e o setor terciário ou de serviços cresceu 0,9%.
Figura 3: Produção Industrial (Var. Anual)

Fonte: Bloomberg

O desempenho da economia mexicana em 2023 é admirável, especialmente considerando o cenário global de taxas de juros elevadas e desaceleração econômica. A demanda interna permanece robusta, mesmo diante de condições fiscais e monetárias restritivas, bem como de um sentimento negativo do mercado em relação a algumas políticas governamentais.

A economia se beneficiou do aumento do emprego, do aumento dos salários, das altas remessas e da confiança positiva do consumidor. O investimento está se beneficiando à medida que o México atrai mais entradas de capital: o país tem sido um dos maiores beneficiários da realocação das cadeias de suprimentos globais, dada a sua proximidade com os EUA. Em julho, pela primeira vez em mais de 20 anos, o México ultrapassou a China como principal exportador para os EUA.
Figura 4: Exportações mensais para os EUA (Média 12 meses – bi USD)

Fonte: Bloomberg

Como os dados econômicos mexicanos estão vindo acima das previsões do banco central mexicano, sinalizando um crescimento acima do potencial, a probabilidade de cortes nas taxas de juros este ano é reduzida.

Apesar da desaceleração da inflação nos últimos meses, a presidente do Banxico, Victoria Rodriguez, descartou a possibilidade de cortes na taxa básica de juros até o final de 2023, mas abriu a porta para que a diretoria começasse a discutir possíveis cortes no futuro. Consequentemente, o diferencial da taxa de juros provavelmente permanecerá alto, favorecendo o peso mexicano.

Contudo, o cenário fiscal é um ponto de atenção para 2024. As necessidades brutas de financiamento federal provavelmente saltarão para 12,7% do PIB no próximo ano. Esse é um aumento acentuado em relação às estimativas do governo de 10,1% em 2023 e 11,1% do PIB em 2022, devido ao déficit fiscal mais amplo e à maior amortização da dívida interna e externa.

Em Resumo

Como é comum para as moedas emergentes, muitas vezes seus movimentos são resultantes muito mais de fatores externos do que internos, dado que normalmente o setor externo é muito relevante para essas economias. Desde a segunda metade de outubro, a queda dos yields americanos proporcionou um cenário ligeiramente melhor para as moedas emergentes. A continuidade desse movimento depende se as principais economias evitarão algum tipo de recessão profunda e/ou se os rendimentos dos EUA continuarão caindo ou, pelo menos, se estabilizarão

Se o cenário externo seguir ajudando, a economia mexicana tem uma combinação praticamente única em um contexto de desaceleração econômica global que deve seguir fortalecendo sua moeda: o país tem apresentado um crescimento resiliente em meio a altas taxas de juros e desaceleração da inflação. Esse cenário leva a uma junção de fortalecimento da economia com um diferencial de juros extremamente positivo frente os EUA.

Figura 5: Índices Inflação México (Var. Anual)

Fonte: Bloomberg

Figura 6: Índice Retorno Carry Trade

Fonte: Bloomberg

Relatório Semanal — Macro

Escrito por Alef Dias
[email protected]

Revisado por Victor Arduin
[email protected]

www.hedgepointglobal.com

Aviso legal

Este documento foi preparado pela hEDGEpoint Global Markets LLC e suas afiliadas (‘HPGM”) de forma exclusiva para fins informativos e instrutivos, sem a finalidade de instituir obrigações ou compromisso com terceiros, bem como, não pretende promover oferta, ou solicitação de oferta, de venda ou compra relativos a quaisquer valores mobiliários ou produtos de investimento.

A HPGM não atua como Consultor/Assessor de Negociação de Commodities oferecendo negociação personalizada ou consultoria de investimento aos clientes. Os clientes devem confiar em seu próprio julgamento independente e em consultores/assessores externos antes de entrar em qualquer transação introduzida pela empresa.

A HPGM e seus associados se eximem expressamente de qualquer uso das informações aqui contidas, que derivem prejuízos ou danos de forma direta ou indireta de qualquer espécie. Em caso de dúvidas não resolvidas na primeira instância de contato com o cliente ([email protected]), entre em contato com nosso canal interno de ouvidoria ([email protected]) ou 0800-878-8408/[email protected] (somente para clientes no Brasil).


Para acessar esse relatório, você precisa ser um assinante.